X

janeiro 2011

Sem categoria
As Doze Badaladas
3 de janeiro de 2011 at 12:20 0
E de repende, como por um passe de mágica, dá meia-noite e todo mundo resolve que tudo vai ser diferente. E pode ser mesmo, mas vai depender de cada um, de cada desejo próprio, de cada vontade retumbante de se transformar. Na verdade, deveríamos aproveitar esse momento único onde quase todo planeta se une para CELEBRAR, torcer, se energizar em um só pensamento. Acredito que toda essa energia e vibração, pode sim fazer o movimento de mudança. Mas, assim como nas doze baladadas da Cinderela, na vida real a mudança está FORA, no externo. Tudo acontece fora de nós. Os fogos, os abraços, a champagne, os amigos, a família, a praia, enfim, tudo vibra fora e nós queremos que com esse movimento todo a gente possa mudar junto. Triste engano...

E nessa hora, tome pedido, tome torcida para que tudo seja diferente e tome promessa pro ano seguinte. Mas e dentro de nós ? O que acontece ? Falo da transição que cada um deve passar para que as mudanças sejam entendidas e praticadas. Falo da CRENÇA de que somos RESPONSÁVEIS pelos nossos atos e nossas vontades. Cada um tem o seu momento de transição. Cada um tem o seu passo de mudança. Ao contrário do que todos imaginam, não resistimos às mudanças (que são externas), resistimos à transição (que é interna), que está na condição de ser e viver de cada um de nós.

A Cinderela não estava PRONTA para ser princesa de vestido pobre e rasgado, por isso pediu para ficar com o vestido rico e bonito; e quando deu meia-noite... pronto o feitiço acabou! A mudança surgiu, novamente. Coitada...E aí ela saiu correndo feito uma doida porque na verdade de dentro, ela não queria, não entendia aquela mudança. Mas que na verdade, fazia parte da sua vida. Tudo voltou ao NORMAL.
Por muita vezes queremos assumir aquilo que não somos. Por muitas vezes comemos aquelas 12 uvas, vestimos branco ou damos aqueles 12 pulinhos, porque seguimos o movimento de fora. O movimento alheio. Temos é que dar os nossos PULOS INTERNOS, para que tudo possa fazer sentido e de maneira realmente legítima a gente possa se unir ao planeta e a todos nesse momento de vibração e energia que podem PROVOCAR a nossa transição. Temos é que vestir a NOSSA COR INTERNA. A nossa verdadeira cor.

Desejo que a gente possa dar muitos pulos internos. Desejo que a gente prometa no silêncio do nosso coração realizar a nossa transição, o nosso movimento por nós mesmos. Pela nossa honra, pelo privilégio de estarmos vivos. Desejo que a alegria das doze badaladas possa ter realmente invadido e ressoado nas nossas almas e nos nossos corações, na verdadeira missão de sermos seres melhores e maiores.
Desejo que o EGO de cada um ocupe o lugar certo. Do tamanho certo, e que a gente possa controlá-lo ao invés dele nos controlar. Desejo que a nossa alma se torne IMENSA e que assim, possa sempre buscar o relativo, o contexto para que não caiámos na tentação do julgamento, da rigidez, do certo ou do errado. Desejo que as doze badaladas tenha trazido a verdadeira consciência de que nós somos seres ÚNICOS e que como tais, devemos cuidar do nosso corpo e do nosso espírito. Desejo que no espanto e na alegria do estourar dos fogos e das rolhas de champagne, o despertar possa ter entrado na nossa alma para sermos pessoas mais gentis e com um olhar diferente para o outro. Desejo que o AMOR que levou a tal Cinderela a arriscar tanto, possa ter a força de transmutar qualquer rancor ou maldade que cada um de nós ainda possa ter.
Desejo que as doze badalas ecoadas aqui ou no Japão (país que me ensinou tanto), possam ter nos trazido o trabalho certo, a missão trilhada e a realização no caminho do cumprimento. Que esse trabalho, possa ser traduzido em nosso propósito de VIDA e de ALMA e que por fim, possa nos alegrar e ajudar o outro.

Meu desejo vem DEPOIS da meia-noite. Assim mesmo, depois do feitiço desfeito, depois da energia estonteante, enebriante que pode nos distrair. Assim mesmo, como a tal da Cinderela que VOLTA à sua realidade interior, com sua verdadeira essência na busca e no encontro dela mesma com o SEU verdadeiro AMOR.

Feliz DESPERTAR.
CONTINUAR LENDO ...